Usuário Senha          Recuperar Senha
                                                                                    

 

 

Um estudo psicossocial

O projeto tem como objetivos: (I) descrever as experiências de turismo de base comunitária de três comunidades do Vale do Ribeira/SP (Vila caiçara Marujá, Aldeia Guarani Mbya-Pindoty e Quilombo Ivaporunduva) identificando as estratégias, os resultados alcançados e a relação com o mercado turístico;(II) investigar se essas experiências têm como efeito o desenvolvimento de processos sociais de enraizamento nas comunidades; (III) sistematizar as recomendações e lições aprendidas com essas experiências para que possam servir de modelos e/ou ser aplicadas em outras localidades. Trata-se de um estudo descritivo do tipo qualitativo planejado em duas etapas. Na primeira será feito um levantamento documental e bibliográfico sobre as comunidades e os temas de interesse do estudo: comunidades tradicionais, práticas culturais, participação comunitária, organizações comunitárias, enraizamento social,Vale do Ribeira, turismo de base comunitária. Na segunda etapa será realizada observação de campo nas comunidades e entrevistas. Por meio da observação de campo pretende-se levantar informações sobre: as condições de vida nas comunidades (saneamento, moradia, alimentação, transporte); as condições dos empreendimentos de turismo (higiene, organização, manutenção, atendimento); as formas de participação, organização e relacionamento dos grupos de trabalho (artesãos, barqueiros, guias e monitores ambientais,donos de pousadas e restaurantes) no desenvolvimento do turismo; a presença e atuação dos equipamentos públicos (postos de saúde, escolas); as manifestações culturais (artísticas e religiosas); as formas de lazer e sociabilidade e de interação entre morador local e turista. As entrevistas, por sua vez, serão feitas com lideranças, moradores (idosos, adultos e jovens), artistas, professores, empreendedores locais do turismo,guias e monitores ambientais e com profissionais de agências de turismo e de escolas que enviam visitantes para as comunidades. Com as lideranças e moradores pretende-se levantar informações sobre: o perfil dos moradores (faixa etária, sexo, cor/raça, escolaridade, situação familiar, profissão), seus costumes e valores, as expectativas em relação ao turismo e os fatores que influenciam na ocorrência da atividade turística de forma satisfatória ou não na comunidade. Com os artistas e professores pretende-se levantar informações sobre: as manifestações culturais, artísticas e religiosas das comunidades, sua relação com os conteúdos ensinados na escola e com o turismo desenvolvido nas comunidades. Com os guias, monitores ambientais, empreendedores locais do turismo e profissionais de agências e escolas, por sua vez, além de informações sobre os fatores que influenciam na ocorrência da atividade turística de forma satisfatória ou não nas comunidades, buscam-se dados que permitam identificar a visão do mercado turístico sobre as comunidades, ou seja, a perspectiva de quem presta ou contrata os serviços e de quem vende ou adquire os produtos das comunidades. A análise de conteúdo dos dados coletados à luz da literatura científica permitirá: (I) conhecer as experiências protagonizadas por comunidades tradicionais do Vale do Ribeira/SP; (II) verificar se e em que medida essas experiências envolvem e sustentam processos de enraizamento através da formação de projetos profissionais comprometidos com a preservação da cultura local e a formação de uma identidade profissional engajada politicamente na construção de um modelo de turismo sustentável; (III) sistematizar um conjunto de lições aprendidas e recomendações para o desenvolvimento do turismo de base comunitária na região.
Palavras chaves: Participação Comunitária, Turismo, Vale do Ribeira, Pesquisa Qualitativa.
Coordenação geral: Alessandro de Oliveira dos Santos, Bernardo Parodi Svartman, Luis Guilherme Galeão da Silva, Alessandra Blengini Mastrocinque Martins e Daniela Galvão Vidoto.
Realização: Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da USP (PST/IP/USP) e Escola Técnica Engenheiro Narciso de Medeiros de Iguape/SP (ETEC).
Apoio: Pró-Reitoria de Pesquisa da USP e Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza.

 

    • Comente

    • Comentários